Notícias
Instituído em Caieiras o programa “Pré-natal masculino”, lei é do vereador Nelsinho Fiore


Na sessão inaugural do ano legislativo, o plenário acolheu, debateu, votou e aprovou o Projeto de Lei 5587/2018, que institui no município o programa “Pré-natal masculino”, que consistirá no acompanhamento da saúde do homem durante a gravidez de sua companheira. A autoria da lei pertence ao vereador vice-presidente Nelsinho Fiore.
De acordo como vereador, a medida tem como meta fundar a prática de uma paternidade ativa e cuidadora antes, durante e depois do nascimento, além de prevenir doenças.
“Ao obter resultado positivo no teste de gravidez em uma unidade de saúde, a mulher é vinculada à rotina do pré-natal no SUS. É esse o momento em que o Ministério da Saúde recomenda que se proponha a realização de exames e testes também pelo homem. Uma vez na unidade de saúde para o pré-natal, o homem realiza exames de rotina, testes rápidos e tem a carteira de vacinação atualizada”, comenta o vice-presidente da Câmara.
Entre os exames, estão sorologia para hepatite B e C, HIV e sífilis, diabetes, colesterol e pressão arterial. O homem recebe informações sobre o risco e a prevenção das doenças sexualmente transmissíveis, sobre a possibilidade de realização da cirurgia de vasectomia e, caso necessário, são solicitadas consultas complementares e outros exames preventivos, como de próstata.
A realização dos testes e a adesão ao tratamento do parceiro com sífilis ou HIV tem grande importância na diminuição do risco de contágio da mãe para a criança.  O programa é, também, uma estratégia para aproximar os homens da medicina preventiva, já que, em geral, eles não costumam ir ao médico.
De olho na integração do futuro pai à gestação materna, Nelsinho lembra que o seu Projeto de Lei coloca Caieiras em sintonia com o Guia do Pré-Natal do Parceiro para Profissionais de Saúde do Ministério da Saúde, lançado em 2016.  A implementação do pré-natal do parceiro faz parte, segundo o guia, de um movimento crescente no Brasil e no mundo que defende o envolvimento integral dos homens na gestação, no parto, no cuidado e na educação das crianças.
Conforme prevê o Projeto de Lei aprovado por unanimidade pelos vereadores, a implementação do pré-natal masculino caberá às unidades de atenção básica do município. O pré-natal masculino foi um projeto pioneiro do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (SP), implantado em 2007. Em 2010, tornou-se uma prática do município. A resposta foi positiva: mais de 80% dos futuros pais aderiram ao pré-natal, aceitaram fazer todos os exames e acompanhar as esposas em todas as consultas. Também consentiram em participar de oficinas sobre cuidados básicos do bebê e importância da amamentação.